Zurich vence leilão dos aeroportos de Macaé e Vitória por R$ 437 milhões.

A concessionária vencedora já gerencia os aeroportos de Comfins, na Grande Belo Horizonte, e de Florianópolis (SC). Ágio foi de 830%

Aeroporto de Macaé
Aeroporto de Macaé

O Aeroporto de Macaé será administrado nos próximos anos pela Zurich Airport, operador do Aeroporto de Zurich, o principal hub aéreo da Suíça. O leilão foi realizado na bolsa de valores de São Paulo nesta sexta-feira (15/3). A Zurich deu o lance de R4 437 milhões pelos aeroportos de Vitória e de Macaé que fazem parte do bloco do Sudeste.

A Zurich Airport administra no Brasil os aeroporto de Confins, na Grande Belo Horizonte, e de Florianópolis (SC). Segundo a aAgência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o ágio foi de 830% sobre o valor mínimo de R$ 46,9 milhões. Já a outorga total estimada para os 30 anos da concessão é de R$ 435 milhões.

Também foram leiloados os Blocos Nordeste (Recife, Maceió, João Pessoa, Aracaju, Juazeiro do Norte e Campina Grande), e Centro-Oeste (Cuiabá, Sinop, Rondonópolis e Alta Floresta).

Os 12 aeroportos em licitação respondem por 9,5% do mercado doméstico, com quase 20 milhões de passageiros/ano. Essa foi a primeira rodada de concessão de aeroportos em blocos. Os lances iniciais mínimos foram de R$ 171 milhões para o Bloco Nordeste; R$ 46,9 milhões para o Bloco Sudeste; e R$ 800 mil para o Bloco Centro-Oeste.