Petrobras inicia venda de ativos de exploração e produção na Bacia de Campos

A venda inclui o Garoupa Cluster offshore no Brasil, bem como instalações de produção e oleodutos para a Barra do Furado.

Plataforma
Plataforma em operação na Bacia de Campos

A Petrobras iniciou a etapa de divulgação de oportunidades (teaser) para alienar participações em 11 campos produtores de águas rasas localizados na Bacia de Campos, chamados de Garoupa Cluster, no exterior do Brasil.

Além do Cluster Garoupa, a venda também inclui instalações de produção e oleodutos para a Barra do Furado.

O Garoupa Cluster envolve as concessões de Anequim, Bagre, Cherne, Congro, Corvina, Malhado, Namorado, Parati, Garoupa, Garoupinha e Viola.

Com uma produção média de cerca de 19,6 mil boe / dia nos últimos 12 meses, os campos são 100% de propriedade da petrolífera nacional brasileira.

A empresa disse que a divulgação contém informações importantes sobre a oportunidade, bem como os critérios de elegibilidade para a seleção de potenciais participantes.

A Petrobras, em um comunicado, afirmou: “Esta divulgação está em linha com a Metodologia de Desinvestimento da Petrobras e alinhada com as disposições do procedimento especial para a venda dos direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros fluidos hidrocarbonetos no Decreto 9.355 / 2018.

Garoupa Cluster produziu cerca de 19.600 boe / dia nos últimos 12 meses

“A transação está alinhada com a otimização do portfólio da empresa e a melhoria da alocação de capital, visando gerar valor para nossos acionistas.”

No mês passado, a Petrobras assinou dois acordos separados para desinvestir certos ativos de águas rasas nas bacias de Campos e Santos na Trident Energy e na Karoon Energy por um total de US $ 1,5 bilhão.

A empresa concordou em vender 100% de sua participação nos clusters de produção Pampo e Enchova na Bacia de Campos para a Trident Energy do Brasil, subsidiária da Trident Energy, por US $ 851 milhões (£ 682,25 milhões).

Os clusters Pampo e Enchova, localizados na costa do Rio de Janeiro, incluem os campos Enchova, Enchova Oeste, Piraúna, Marimbá, Pampo, Bicudo, Bonito, Trilha, Linguado e Badejo. A produção desses campos de petróleo e gás é feita através das plataformas PPM-1, PCE-1, P-8 e P-65.

Além disso, a Petrobras informou que venderá 100% de sua participação no campo de Baúna, localizado no bloco BM-S-40, na Bacia de Santos, para a Karoon Petróleo & Gás, subsidiária da Karoon Energy, por US $ 665 milhões (£ 533,13m).