OAB/Cabo Frio comemora 39 anos com entrega da Medalha Waldemar Machado

Comenda é outorgada a advogados selecionados por critérios de dedicação integral à advocacia e ter ficha limpa.

Presidente a OAB Cabo Frio, Kelven Lima, entrega a Medalha Waldemar Machado ao advogado Marcelo Soares Monteiro (arquivo pessoal)

Para comemorar o aniversário de 39 anos de sua fundação, a 20ª Subseção da OAB/RJ, que congrega as cidade de Cabo Frio e Arraial do Cabo, escolheu resgatar a memória de seu criador, com a entrega da Medalha Waldemar Machado,  distinção ao advogado responsável pela fundação da Subseção.

Criada em 2004, pelo advogado Manoel Francisco de Almeida, a medalha homenageia advogados que se destacam pelas boas práticas do Direito, premiando um advogado a cada ano.

Este ano o homenageado foi o advogado Marcelo Soares Monteiro, que recebeu a comenda em cerimônia realizada  no auditório da OAB Cabo Frio, no dia 11 de outubro, com a presença  da vice-presidente da OABRJ,  advogada Ana Tereza Basílio e do secretário adjunto e  diretor do DAS (Departamento de Apoio a Subseções), advogado Fábio Nogueira, além de autoridades e convidados.

O advogdo Kelven Lima, presidente da 20ª Subseção, enalteceu as conquistas  alcançadas no período e lembrou os advogados que foram responsáveis por esses avanços.

“Para mim está sendo uma honra estar à frente dessa grande instituição que defende os interesses da sociedade e, principalmente, da advocacia, pois o advogado é a trincheira entre a sociedade e a Justiça. Nesses 39 anos muitas conquistas para a região foram alcançadas, como a vinda da Justiça do Trabalho, a vinda da Justiça Federal, a construção dos novos Fóruns de Cabo Frio e de Arraial do Cabo. Isso, nas gestões passadas. E foram seis grandes homens que exerceram a presidência da Ordem nesse período. Entre eles, Dr. Nelson Schiver, Dr. Gildo Fabiano, Dr. Gaudino, Dr. Juquinha, Dr. Newton Carneiro, Dr. José Gonçalves e Dr. Eisenhower”, destacou Kelven.

O presidente também enalteceu a figura do advogado Waldemar Machado. “Um grande homem, que não media esforços para atuar em prol da população. Dizem que muitas pessoas chegavam ao seu escritório sem condições de pagar e ele  não deixava de atender por causa de honorários. E, quando questionado como fazia para sobreviver, ele dizia que só a grandeza de ajudar já estava bom para ele”.

Advogado Marcelo Soares Monteiro (Arquivo pessoal)

Kelven diz que a comenda “dispensa comentários”, pois ela é destinada aos grandes nomes da advocacia local, “pessoas que sempre elevaram o nome da advocacia, com conduta ilibada e notório saber jurídico. E o Marcelo, numa lista de quatro advogados, foi o escolhido pelo Conselho para receber a comenda deste ano, por essas qualidades”, finaliza o advogado.

O advogado Marcelo Soares Monteiro disse sentir-se lisonjeado com a escolha do seu nome para receber a mais alta honraria concedida pela 20ª Subseção da OAB/RJ, a Medalha Waldemar Nogueira Machado , ano 2019.  “Muito me envaidece, pessoalmente e profissionalmente.  Porém, a maior satisfação que possuo é a de poder compartilhar, na qualidade de Conselheiro Efetivo e Presidente da Comissão de Direito Imobiliário, com a nova administração que assumiu o triênio 2019/2021, tendo à frente o nosso Presidente, Dr. Kelven Ambrogi Lima, que juntamente com os diretores, vem exercendo seus ofícios de maneira jamais vista na OAB local”, declarou o advogado, acrescentando, “ agradeço a todos a confiança e parabenizo a 20ª Subseção pelos seus 39 anos de existência e tão valiosa história”.

Waldemar Machado,  referência para a advocacia regional

A medalha presta tributo a um dos advogados mais influentes da Região dos Lagos, Waldemar Nogueira Machado, responsável pela implantação da 20ª Subseção em Cabo Frio. O advogado tornou-se um ícone da advocacia local, pela forma como exercia a profissão. Sua atuação foi tão marcante, que no pátio do Fórum de Cabo Frio  existe um busto em sua homenagem.

Seus contemporâneos se lembram dele como alguém sempre disposto a ajudar. “Ele era encantador! Foi feito para a advocacia. Ele ensinava muitos advogados a trabalhar com o maior prazer”, lembra a advogada Roseli Vilar Ruas, homenageada com a medalha em 2008.

Waldemar Machado (terno escuro), em imagem resgatada pelo primeiro presidente da OAB/Macaé, seu contemporâneo, e presenteada ao acervo da OAB de Cabo Frio

Waldemar Machado é sempre lembrado por ter dado grande importância à questão da ética no exercício da profissão. Aqueles que o conheceram afirmam que suas características mais marcantes eram a simplicidade, a retidão e a determinação para trabalhar até o último momento. É também conhecida a paciência que tinha com os advogados iniciantes e seu empenho em ensinar a eles o caminho da boa conduta na advocacia.

Outro contemporâneo de Waldemar, o advogado falecido em 2018, Valdir Eduardo, foi laureado com a medalha em 2010, ocasião em que se lembrou do  colega como uma pessoa  educada, excelente profissional, amável e que “gostava de tudo correto”, recordou. “Ele fazia da advocacia um sacerdócio. Temos que levar em conta sua condição de Decano, que sempre o consideramos como tal, por isso rendem-se homenagens a ele até hoje”, ressaltou.

Para concorrer à Medalha Waldemar Machado, o advogado deve comprovar dedicação integral à profissão, ter ficha limpa na OAB e não responder a nenhum processo criminal. Todos os profissionais que se enquadrem nos critérios exigidos podem se inscrever para receber a medalha. Os nomes dos inscritos serão submetidos à avaliação do Conselho Subseccional , que escolhe o vencedor em votação.