Nova diretoria da OAB Cabo Frio encara o desafio de renovar o perfil da entidade

Equipe tomou posse sem transição, sem caixa e com arquivos deletados

nova diretoria oab 2019
Advogados Myke Oliveira Gomes, Iara Pinheiro, Kelven Lima, Thais Figueiredo e Paulo Marconi assumiram a diretoria da OAB Cabo Frio para o triênio 2019-2021

A transição da antiga diretoria da 20ª Subseção da OAB/RJ, que detinha o poder há cinco mandatos, para a nova  eleita em 21 de Novembro último, deixou de lado os ritos de cavalheirismo e procedimentos técnicos  habituais nas passagem dos cargos, para trazer para o cenário da  Advocacia os melhores lances  das conturbadas transições políticas.

Não se conhece os motivos, já que o antigo presidente, Eisenhower Dias  Mariano, não respondeu  ao pedido de esclarecimentos da reportagem. Porém, passado um mês da posse, a nova diretoria ainda tateia no escuro em busca de dados e informações sobre a Entidade que assumiu.

O novo presidente, advogado Kelven Lima se mostra surpreso com o que encontrou. Ele  diz que  no período da transição, entre o dia 21 de Novembro de 2018 e 3 de Janeiro de 2019, teve apenas duas pequenas reuniões, sendo a primeira no dia seguinte à vitória,  onde se acertou a dinâmica da transição e, posteriormente, uma rápida reunião entre o tesoureiro antigo e o novo, e mais nada.

“Na verdade, não tivemos nenhuma transição. Depois do primeiro encontro tentamos ter acesso às Comissões , à folha de pessoal e alguns outros documentos, mas fomos impedidos. E quando retornamos do Rio de janeiro, no dia 3  para assumir as funções, encontramos a sede fechada, com o expediente encerrado.  Tivemos que buscar em casa uma funcionária, que estava licenciada, para obter as chaves e assim poder entrar na sede. Não sabemos o motivo disso”, estranha Kelven.

O advogado relata que também não encontrou  nenhum processo ético,  e das Comissões na sede. “Foram todos remetidos para o Rio de Janeiro. Até o dia 19 de Dezembro, foram mais de 800 processos remetidos. Alguns, inclusive,  suspeita-se que nem estivessem prontos para serem remetidos, mas foram enviados assim mesmo”, afirma.

Chama a atenção, também, o desaparecimento de arquivos digitais. Sendo a perda mais importante o acervo de mais de 200 mil páginas digitalizadas de processos desde o ano de 1980.  “Notamos a ausência do acervo digital de documentos da Subseção, que foi todo digitalizado conforme amplamente divulgado na imprensa. Não encontramos essa digitalização. Entregaram-nos um HD vazio.  Encontramos apenas os documentos em papel, que estão distribuídos pelas salas”, explicou o advogado.

Apesar disso, o  novo presidente diz que nada muda o objetivo da equipe. “Assumimos dispostos a mudar. Com muita vontade de trabalhar junto às Comissões, agregar novos membros. Esta nova diretoria assume com muita vontade fazer a diferença, de estar mais junto do advogado e trazer de volta o advogado para a sua casa”, finaliza Kelven.

Compõem a nova diretoria da OAB Cabo Frio

Kelven Lima – Presidente

Paulo Marconi – Vice-presidente

Myke Oliveira Gomes – Tesoureiro

Thais Figueiredo – Secretária Geral

Iara Pinheiro – Secretária Adjunta