Cabo Frio busca recursos para dragagem do Canal Itajuru

Projeto tem custo estimado em R$ 2,4 milhões e a prefeitura tenta o apoio do governo estadual para captar verbas federais

Projeto de dragagem do Canal Itajuru

Importante via para a navegação pesqueira e turística,  o Canal Itajuru vem sofrendo assoreamento em vários pontos há muito. Muitos projetos foram apresentados ao longo dos anos para resolver o problema sem nunca alcançar o objetivo. Nunca se conseguiu recursos para a obra e nem mesmo as licenças ambientais, a cargo da prefeitura de Cabo Frio e do Estado, eram emitidas.

Numa tentativa de resolver a situação, o secretário de Turismo de Cabo Frio, Radamés  Muniz Costa, esteve reunido com o secretário estadual  de Turismo, Otávio Leite,  para apresentar a ele um projeto de desassoreamento do canal, com o objetivo de agilizar as liberações estaduais que faltam, e pleitear recursos para a obra.

projeto de dragagem canal itajuru
Radamés Muniz apresenta o projeto de dragagem do Canal Itajuru ao secretário estadual de Turismo, Otavio Leite

“Sabemos que até o mês de setembro não poderemos contar com dinheiro do Estado, então estaremos tentando realizar uma primeira etapa da dragagem, na Boca da Barra, no entorno da ilha do Japonês, indo até a frente do terminal internacional de Transatlânticos”, explica Radamés.

O projeto tem custo estimado de R$ 2,4 milhões e a prefeitura tenta o apoio do governo estadual para captar verbas federais.

A dragagem é fundamental para dar mais navegabilidade a todo o canal viabilizando embarcações de maior calado e lanchas de grande porte. Requisito necessário para atender os extraordinários investimentos náuticos em processo de finalização na cidade, como a Marina Viverde, na Ogiva.

“Isso demonstra nosso interesse em sair da inércia. De deixar de esperar e passar a ir captar os recursos necessários para dar à cidade as condições de receber esses investimentos e cuidar de nosso maior patrimônio: A natureza limpa e o turismo sustentável”, afirma o secretário.