Estado cria unidade de conservação do Paraíba do Sul

Unidade de conservação do Paraíba do Sul é lançada em Encontro de Secretários de Meio Ambiente dos Estados com Mata Atlântica
Unidade de conservação do Paraíba do Sul é lançada em Encontro de Secretários de Meio Ambiente dos Estados com Mata Atlântica

Unidade de conservação do Paraíba do Sul é lançada em  Encontro de Secretários de Meio Ambiente dos Estados com Mata AtlânticaRio Paraíba do Sul

Refúgio da Vida Silvestre é importante para a segurança hídrica do Estado do Rio de Janeiro e garantia da conservação e reprodução de espécies ameaçadas de extinção

A região do Médio Paraíba do Sul fluminense ganhou uma unidade de conservação. O decreto que cria o primeiro Refúgio de Vida Silvestre estadual, nas margens do Rio Paraíba do Sul, foi assinado pelo governador em exercício Francisco Dornelles, no dia 18 de maio.

Trata-se de uma nova unidade de conservação, da Represa do Funil, na divisa com São Paulo, até o município de Três Rios, no sul Fluminense.

Com mais de 11 mil hectares, cerca de 110 milhões de metros quadrados, o Refúgio da Vida Silvestre vai contribuir para a segurança hídrica do Estado do Rio de Janeiro, já que o Paraíba do Sul é responsável pelo abastecimento de cerca de 12.5 milhões de pessoas, 85% da população do Estado do Rio, e vai abranger mais de 130 córregos e nascentes; proteger 63 ilhas fluviais, essenciais à reprodução das espécies nativas do rio (ninhais de aves, sítios para a construção dos ninhos de tartarugas e jacarés, além das corredeiras, fundamentais para a reprodução de peixes); e garantir a conservação e a reprodução de espécies ameaçadas de extinção, como o cágado-do-paraíba (Mesoclemmys hogei) e o surubim-do-paraíba (Steindachneridion parahybae).

A nova unidade de conservação abrange 13 municípios do Médio Paraíba, a maioria dos quais não conta com unidade de conservação em seus limites: Três Rios, Paraíba do Sul, Rio das Flores, Vassouras, Valença, Barra do Piraí, Pinheiral, Volta Redonda, Barra Mansa, Quatis, Porto Real, Resende e Itatiaia.

O lançamento aconteceu no dia 19, durante o II Encontro dos 17 Secretários de Meio Ambiente dos Estados da Mata Atlântica, no Palácio Guanabara.

SEA

{loadposition facebook}

COMPARTILHAR