Rio Rosa e Chico Chico farão noite cheia de misturas em Cabo Frio

Chico Chico, filho da cantora Cássia Eller, é uma das atrações.

Ivo Vargas (esquerda) e Nico de Francesco foram a banda Rio Rosa | Foto: Divulgação
O projeto musical Rio Rosa, que une o músico cabo-friense Ivo Vargas e o ítalo-argentino Nicolas de Francesco, recebe neste sábado (21) o músico Chico Chico, filho da cantora Cássia Eller, e João Mantuano para uma noite cheia de misturas em Cabo Frio. Eles serão acompanhados pelo percussionista Lucas Videla. O show será no Oceans Hostel, na Avenida Teixeira e Sousa, 2424.
O evento faz parte de uma série que está sendo realizada para levantar fundos para a produção do álbum da Rio Rosa. A banda iniciou um projeto de financiamento coletivo após passar meses em uma tour independente pela América Latina e Europa. Os ingressos antecipados custam R$ 15 e podem ser comprados neste link, clicando em “contribuir”, com acréscimo de R$ 2 como taxa do site.
Chico Chico, filho da cantora Cássia Eller | Foto: Divulgação
A primeira música da dupla já está disponível no YouTube, a “Balada do Francês”, gravada num vídeo ao vivo numa praia em Ilha Grande, na Costa Verde. Trata-se de uma letra de João Mantuano musicada por Ivo, Nico de Francesco e Jerônimo Ulatowski.
“Acho que a palavra é celebração. Eu e o Nico, a gente se entende muito bem fazendo música, fazemos muitos shows juntos também, o que deixa um pouco difícil parar em um estúdio e fazer uma versão definitiva. É desafiador e prazeroso ao mesmo tempo”, conta Ivo.
Rio Rosa está levantando fundos para produção do primeiro álbum | Foto: Divulgação
Juntos e misturados
O público pode esperar, além de ritmos de muitas partes do mundo, um entrosamento raro de se ver. Chicho Chico, que trabalha seu CD solo “2 x 0 Vargem Alta”, também toca com o projeto 13.7, no qual divide palco com Lucas Videla. E tem mais: o músico de 25 anos, que nasceu em berço para lá de musical, passou encarar a música profissionalmente sob influência de amigos que já haviam se lançado, como Júlia Vargas – irmã de Ivo.
Música cabofriense ascende ao olimpo
A cantora cabo-friense Júlia Vargas é considerada uma das grandes revelações da MPB | Foto: Divulgação
Além de comemorar a primeira materialização do projeto Rio Rosa, que está no forno, Ivo Vargas, como compositor, chegou ao olimpo da MPB tendo a música “Pedra Dura”, que assina com o irmão André Vargas, gravada por Ney Matogrosso, numa participação especial no álbum Pop Banana, da irmã Júlia Vargas, uma das vozes mais paparicadas pela crítica nacional, que recebeu as bênçãos de Milton Nascimento em 2012, quando dividiram o palco em turnê.
Não faltam motivos para festejar. No último dia 11, Ivo e a irmã Júlia ganharam o Primeiro Festival de Música Caiçara, realizado no bar homônimo, na Ilha da Gigoia, Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A música premiada foi Ave Voz, composta por ele e Claos Mózi. Outra música premiada foi “Atravessei o Mar e o Travesseiro”, em parceria com Jessyca Ugolini, que ficou em terceiro lugar no Botucantu, festival competitivo de Botucatu, interior de São Paulo.
COMPARTILHAR