Operação de fim de ano nos principais aeroportos do país começa dia 10

Operação de fim de ano nos principais aeroportos do país começa dia 10
Operação de fim de ano nos principais aeroportos do país começa dia 10

Operação de fim de ano nos principais aeroportos do país começa dia 10Aeroporto de Cabo Frio/Rj (papiPress)

O ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Eliseu Padilha, anunciou em 2/12 que a Operação Fim de Ano nos 15 principais aeroportos do país começa no próximo dia 10. A expectativa é que até o dia 10 de janeiro pouco mais de 20,1 milhões de passageiros movimentem os terminais em viagens de Natal, Ano Novo e férias escolares.

De acordo com o ministro, a previsão é de 30 dias de reforço para a alta demanda do período nos terminais de Guarulhos, Congonhas e Viracopos (SP), Galeão e Santos Dumont (RJ), Brasília (DF), Confins (MG), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA), Curitiba (PR), Manaus (AM), Fortaleza (CE), São Gonçalo do Amarante (RN) e Cuiabá (MT) que, juntos, representam 80% do fluxo de viajantes no país.

Representantes das companhias aéreas, operadores aeroportuários e entidades do setor se reuniram para acertar detalhes das operações de fim de ano.

Entre os compromissos assumidos pela Infraero estão a utilização de mais equipes de apoio e informação ao viajante, remanejamento de funcionários para turnos de maior movimento, medidas que garantam maior fluidez operacional nas atividades, ativação de planos de contingência de manutenção, equipamentos críticos, pista e pátio, além da implantação de sistema de acessibilidade (libras) nos aeroportos de Congonhas e Santos Dumont.

As companhias aéreas se comprometeram a manter os níveis de reservas e de vendas alinhados à capacidade de aeronaves, rotas planejadas e prestação de serviço de rampa e capacidade da tripulação. Elas também admitiram reforço nas equipes de segurança, rampa e atendimento, tripulantes, suprimentos, operações e manutenção, bem como reserva total e parcial de aeronaves, aumento do nível de combustível das aeronaves, plano de contingências para eventual queda de sistemas do check-in e aviso especial de alteração de voos.

Entre as recomendações da secretaria, destacam-se a ocupação de todas as posições de check-in dos aeroportos, monitoramento de possíveis impactos de obras e manutenções correntes nos terminais, ampliação do horário de funcionamento de estabelecimentos de alimentação, geração de informação em tempo real para comunicação ao passageiro, manutenção de atrasos e cancelamentos em níveis abaixo de 15% nas operações dos principais aeroportos e acompanhamento da evolução do quadro meteorológico do país.

{loadposition tague}

Segundo Eliseu Padilha, em 2015 o setor aéreo deve registrar saldo positivo de 1,3% em relação a 2014.

Acrescentou que, no acumulado do primeiro ao terceiro trimestre deste ano, o Brasil obteve a maior movimentação aeroportuária já registrada para o período, com 163,28 milhões de passageiros, volume 2,3% maior que o registrado no mesmo período do ano passado, “superando sensivelmente a demanda levantada em ano de Copa do Mundo”.

A expectativa é que a movimentação do quarto trimestre feche com um crescimento de 0,45%, na comparação com o mesmo período de 2014. Os meses de agosto, setembro e outubro deste ano apresentaram quedas respectivas de 1,69%, 1,42% e 7,13%.

O aeroporto com melhor desempenho em 2015 foi o de Brasília, com crescimento acumulado, entre janeiro e tubro, de 8,23%. Conforme a secretaria, o resultado se deve ao fato de o aeroporto ter se tornado um ponto central de conexões domésticas.

Agência Brasil

{loadposition facebook}

COMPARTILHAR