Não tem que cobrar coisa alguma

Quem cobra é cobrador de passagem de ônibus. O senador Aécio Neves aproveitou o desastre no PT para aparecer e estaria se comportando como quem atira pedra no telho alheio.

Vai cobrar o quê da presidente Dilma? O que quer que ela faça? Um discurso esculhambando o senador Delcídio? Tirá-lo da cela na PF e pendurá-lo numa árvore para ser malhado como um Judas? O homem já está com “aquilo” até o lábio inferior.

Agora, o que se gostaria de saber é o que o senador Aécio faria para resolver a crise política e a enrascada da crise econômica.

Falar, falamos todos nós, que ficamos em casa, um bando de bobocas que acreditamos no PT e as maravilhas que prometeram e não precisamos de ninguém para nos dizer a verdade sobre o óbvio.

O que se gostaria de ouvir de alguém como o senador Aécio é quais são as suas propostas para tirar o País da situação em que se encontra. Mas, antes disso, especifique o que a presidenta Dilma deveria fazer no caso do senador Delcídio. Como não diz e pede que a presidenta o faça, é porque também não sabe, como todos nós.
204 milhões de brasileiros foram e estão sendo apunhalados pelas costas. Que tal falar sobre isso? Mas não fala. E se não fala é porque também não saberia o que falar.

Estamos mal, muito mal, com falta de estadistas. Um só bastaria e esse “um só” não parece ser o senador Aécio Neves.
“Foi mal”, senador, com essa cobrança, sabendo que a presidenta não tem a resposta. Não tem porque estamos vivendo a “Ditadura do PT”, que já dura 13 anos, e ainda temos três anos pela frente até que termine.

O grande problema é que não se vê no cenário político alguém com a grandeza de dizer, “Sei o que fazer; confiem em mim”.
Não se trata de dar uma de milico, mas cabe no momento pensar em alguém como o Duque de Caxias sobre quem todos nós, garotos, lemos nos livros de história, e lembrar seu famoso chamado, “Sigam-me os que forem brasileiros”.

Esse alguém não é Dilma, nem Lula, nem FHC, nem Aécio.

Bateu o desespero no povo brasileiro. E, quer saber, senador Aécio Neves? O povo está pouco se lixando para o que a presidenta fará ou não quanto ao senador Delcídio. Ele fez a cama e se deitou.

{loadposition tague}

O que se quer é alguém que nos lidere. Mas não de uma maneira cega e desastrada, como fez Lula e sua turma, a grande maioria já na cadeia ou a caminho dela. Mas alguém que nos comova com suas ideias. Que seja capaz de pensar sobre o que não foi pensado.

Os chineses chegaram aqui e compraram todas as concessões para fornecimento de energia. Há que se pensar sobre isso. Percebe-se, portanto, que se haveria algum banco que poderia fazer com que aquelas concessões ficassem em nossas mãos, um banco como esse Pactual, verificamos que não há. Seu dono preferiu investir para financiar a fuga de um preso, sinal de que se fosse soldado na época do Duque de Caxias, não atenderia seu chamado.

E isso, senador Aécio, é muito triste. É um sinal de que o povo brasileiro perdeu a confiança em si mesmo. Do empresário ao mais humilde brasileiro, perdemos, todos, a confiança nos que dirigem esse País.

Não pergunte à presidenta o que irá ou deixar de fazer. A pergunta é: o que Vossa Excelência faria, senador Aécio Neves, além de pedir a cassação do mandato do senador Delcídio? Fazer isso é moleza. Difícil é encontrar alguém que faça o impossível acontecer. E esse alguém não estaria parecendo ser Vossa Excelência.

Ernesto Lindgren
CIDADE ONLINE
27/11/2015

{loadposition facebook}

COMPARTILHAR