MP obtém liminar contra prefeito de Arraial do Cabo em ação por improbidade administrativa

MP obtém liminar contra prefeito de Arraial do Cabo em ação por improbidade administrativa
MP obtém liminar contra prefeito de Arraial do Cabo em ação por improbidade administrativa

MP obtém liminar contra prefeito de Arraial do Cabo em ação por improbidade administrativaWanderson Cardoso de Brito (Andinho), prefeito de Arraial do Cabo/RJ (Tatiana Grynberg)

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva Núcleo Cabo Frio, obteve na Justiça decisão liminar, a partir de ação civil pública (ACP) por improbidade administrativa, que determina a indisponibilidade de um imenso terreno no município de Arraial do Cabo, cuja determinada área é de propriedade do atual prefeito, Wanderson Cardoso de Brito.

{loadposition tague}

De acordo com a ação civil pública (ACP), as terras haviam sido desapropriadas por seu antecessor em 2008, pois seriam destinadas a implantação de cemitério, parque municipal, horto florestal e zona universitária, prevista no Plano Diretor do Município de Arraial do Cabo aprovado em, 2007. Mas, assim que assumiu, em 2010, Wanderson desistiu do processo “por conveniência e oportunidade”. Cerca de um ano depois, adquiriu parte do imóvel por um preço irrisório. Em 2013, por meio de um decreto, ainda inaugurou outro processo de desapropriação e definiu que a nova entrada da cidade seria feita por sua propriedade.

Ainda segundo a ACP, o ex-presidente da Câmara de Vereados de Arraial do Cabo, o ex-vereador Almir Teixeira, agiu como intermediário entre os poderes político e o econômico, pois através de sua amizade com o prefeito e sua influência na aprovação do Plano Diretor da cidade, tornou a área interessante para o setor imobiliário. Por conta disso, recebeu outra parte do imóvel como recompensa.

MPRJ

{loadposition facebook}

COMPARTILHAR