Motoristas fazem filas nos postos para garantir combustível

Carros fazem fila em posto de combustíveis de Cabo Frio | Foto: Tomás Baggio
Com a iminente falta de combustíveis por conta da greve dos caminhoneiros, motoristas começaram a fazer filas nos postos do interior do Rio nesta quarta-feira (23). O grande movimento ocorre mesmo com o encarecimento do produto. Em algumas bombas de Cabo Frio a gasolina chega a custar R$ 5,19. Parte dos postos também está limitando a quantidade máxima de combustível por veículo.
“Não tem o que fazer. Preciso abastecer e o jeito foi ficar na fila”, disse a professora Janete Oliveira, que esperou pouco mais de 20 minutos na fila de um posto na Avenida Júlia Kubistchek, em Cabo Frio.
No posto em que ela abasteceu o limite por veículo era de 25 litros de gasolina. A situação do diesel é ainda mais crítica e alguns postos já não têm mais o combustível em estoque. Na terça-feira a Auto Viação Salineira, responsável pelo transporte coletivo em diversas cidades da Região dos Lagos, anunciou que passaria a contingenciar a frota nas ruas.

Greve dos caminhoneiros

A paralisação nacional que completa três dias nesta quarta-feira provoca desabastecimento de mercadorias e combustíveis, além de problemas de trânsito e congestionamentos. Também há relatos de reflexos na aviação civil.
Os caminhoneiros protestam contra o preço dos combustíveis, especialmente do diesel, em rodovias do país e a cobrança de pedágios, mesmo quando os veículos estão com os eixos levantados. O protesto que começou na última segunda-feira (21) é por tempo indeterminado.