Má circulação sanguínea

Má circulação sanguínea
Má circulação sanguínea

Má circulação sanguíneaCelulite, varizes, colesterol alto, fadiga, dor nas pernas e inchaço, no caso dos diabéticos ou pessoas com resistência à insulina. Os sintomas são diversos, mas o problema é um só: a má circulação.

Para o funcionamento adequado da circulação sanguínea uma alimentação rica em vitaminas e minerais, somada à uma hidratação eficaz, ajuda a manter a integridade dos vasos sanguíneos.

Evite ao máximo alimentos ricos em sódio como sopas industrializadas, bolachas recheadas, pães de preparo rápido ou bolos feitos com misturas comerciais; cereais enriquecidos ou de cozimento rápido; bolachas cream cracker; pipoca salgada; picles; batatas chips; embutidos como linguiça, salsicha, paio, presunto cru, mortadela; sopas prontas, temperos prontos e macarrão instantâneo.

Abaixo uma lista de alimentos que podem aliviar os sintomas da má circulação

1- Acerola, laranja, goiaba, amora e morango
Ricos em vitamina C e flavonoides (frutas cítricas e silvestres) fortalecem as paredes dos vasos sanguíneos impedindo a formação de radicais livres. Além disso, os flavonoides reduzem a fragilidade e o extravasamento de sangue nos vasos.

2- Cebola roxa e mirtilo
Estudos apontam a quercetina, flavonoide encontrado na cebola roxa e mirtilo, como sendo muito eficiente na prevenção de vasos de calibre menor, tendo ação antiinflamatória.

3- Abacaxi
Pessoas com varizes apresentam dificuldade em degradar uma proteína que se chama fibrina, sendo então depositada ao redor dos micro vasos bromelaína. Uma enzima naturalmente presente no abacaxi tem sido usada no tratamento de varizes, pois a bromelaína consegue quebrar essa proteína, diminuindo este depósito.

4- Peixes de água fria (salmão) e azeite de linhaça
Ricos em ômegas, especialmente do tipo 3, esses alimentos ajudam a evitar a formação de coágulos (trombose) e de depósitos de gordura (aterosclerose), aumentando a fluidez sanguínea e reduzindo a pressão arterial.

5- Suco de uva integral
Os flavonoides, ácidos fenólicos e o resveratrol encontrados nas sementes e cascas das uvas, possuem atividades antioxidantes, ajudam na inibição da agregação plaquetária e formação de trombose, além de diminuir as chances de obstrução nos vasos sanguíneos. Deve ser consumido com moderação, de 1 a 2 copos de 200 mililitros por dia devido ao seu alto valor calórico.

6- Alimentos sem glúten
Alguns estudos demonstram que o glúten em excesso pode prejudicar a circulação, diminuindo o fluxo sanguíneo, especialmente para o cérebro. O glúten está presente nos alimentos à base de trigo, aveia, cevada, malte e centeio. Substitua por farinha de arroz, fécula de batata, farinha de quinoa e farinha de banana verde no preparo de pães e bolachas.

7- Amendoim
Rico em vitamina B3, ele colabora para a vasodilatação sanguínea, melhorando a circulação. Apenas tome cuidado com a quantidade diária, pois é um alimento calórico que deve ser ingerido com moderação.

8- Gérmen de trigo
Rico em tiamina (vitamina B1) que melhora a circulação.

9- Pimenta Cayenna
Atua como agente excitante por estimular a circulação, podendo prevenir coágulos sanguíneos

10- Alho e Vinagre de Maçã
Aumentam a fluidez sanguínea.

11- Ban-chá
Chá depurativo, mais conhecido como chá verde torrado, estimula a digestão e acentua a eliminação de toxinas por aumentar a diurese, melhorando a circulação e diminuindo o inchaço.

12- Água
Essencial para o bom funcionamento do organismo, principalmente no que se refere à circulação.

Danuza Lima
Nutricionista
danalima72@gmail.com

{loadposition facebook}

COMPARTILHAR