Hidrelétrica de Tapajós é engavetada de vez após novo veto do Ibama

Hidrelétrica de Tapajós é engavetada de vez após novo veto do Ibama
Hidrelétrica de Tapajós é engavetada de vez após novo veto do Ibama

Hidrelétrica de Tapajós é engavetada de vez após novo veto do Ibama

A usina hidrelétrica de São Luiz do Tapajós, no Pará, já tinha “subido no telhado”, mas agora foi engavetada de vez. O Ibama negou nesta semana um recurso da Eletrobrás para retomar o processo de licenciamento ambiental do empreendimento, que tinha sido arquivado no início de agosto.

O principal motivo para vetar o prosseguimento do projeto são as demarcações de reservas indígenas no traçado da área a ser inundada pelo reservatório da usina, que obrigaria a remoção de aldeias.

“Enquanto não solucionada pelas autoridades legalmente competentes a controvérsia acerca de demarcação e do respectivo perímetro da terra indígena em questão, não há como dar seguimento ao processo de licenciamento do empreendimento”, afirmou na decisão a presidente do Ibama, Suely Araújo, em ofício enviado ao presidente da Eletrobrás, Wilson Ferreira Júnior.

Com mais esse revés na tentativa de viabilizar a usina, o governo decidiu que não vai levar adiante o empreendimento por enquanto. O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, afirmou que o projeto vai ficar suspenso e os estudos ambientais já realizados ficarão à disposição do País para o futuro, caso ele volte ao planejamento energético.

Petronotícias
{loadposition facebook}

COMPARTILHAR