Fiscalização encontra desmatamento e captação clandestina de água após denúncia ao Linha Verde

Denúncia foi checada por equipes da UUPAm da Serra da Tiririca

Uma denúncia feita ao serviço Linha Verde resultou em um flagrante de desmatamento e captação clandestina de água na quarta-feira (11) em Maricá, no litoral do Rio. A denúncia foi checada por equipes da Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm) da Serra da Tiririca.

Segundo os agentes da 6ª UPAm, subordinados ao Comando de Polícia Ambiental, no endereço mencionado na denúncia, na Rua das Safiras, o proprietário do imóvel informou não ter conhecimento dos crimes citados e acompanhou a vistoria dos policiais. Foi constatada a existência de um poço artesiano utilizado para captar água de forma clandestina. Ao ser questionado sobre a atividade, ele informou não possuir nenhuma licença ambiental.

Os policiais verificaram também que ao lado do imóvel havia uma área desmatada com cerca de 800 metros quadrados. Os dois flagrantes ocorreram dentro da área de amortecimento do Parque Estadual da Serra da Tiririca. Logo após a constatação dos fatos, a equipe se dirigiu à 82ª DP, onde a ocorrência foi registrada com base no Artigo 40 da Lei de Crimes Ambientais.

O Linha Verde solicita a população que continue denunciando crimes ambientais através dos telefones 2253 1177 (capital), 0300 253 1177 (custo de ligação local) ou pelo aplicativo para celulares “Disque Denúncia RJ”, onde é possível enviar fotos e vídeos, mantendo sempre a garantia do anonimato.