Festas juninas fazem bem ao coração

 

Quem resiste a uma festa junina? Difícil, né? Muita dança, pescaria, barraca do beijo e brincadeiras. E as guloseimas? Caldos, canjica, pé-de-moleque, pipoca e quentão são alguns itens que fazem parte dessa festa que arrasta centenas de pessoas. Mas esses alimentos fazem mal à saúde? É preciso ter cuidado na hora de consumi-los? De acordo com o médico cardiologista João Alexandre Farjala, de Macaé, tudo em excesso faz mal à saúde, principalmente se a pessoa tem problemas cardiovasculares.

No entanto, a grande parte dos alimentos dessa época do ano, ao contrário do que muitos pensam, pode fazer bem à saúde já que os produtos típicos são bem nutritivos, à base de milho, amendoim e mandioca, mas é preciso ficar de olho na forma da preparação dos pratos.

“É necessário cautela na hora de consumir os alimentos. Normalmente os caldos servidos nessa época do ano têm muita gordura e alimentos embutidos, mas por outro lado, utilizam muitos produtos saudáveis, naturais. O ideal é preferir os alimentos que são produzidos da forma mais natural possível e preferir os que têm menos gordura”, destacou.

O quentão, por exemplo, se não tiver a bebida alcoólica é um excelente chá. Possui canela, cravo e gengibre, sendo bom antioxidante, rico em vitamina B6, cobre, magnésio e potássio. A sugestão é não abusar nas bebidas alcoólicas!

Dr. João salientou que no frio as pessoas ficam com mais preguiça de fazer exercícios físicos, mas que eles são fundamentais para garantir uma boa saúde. “É natural do ser humano não querer sair de casa nesta época, mas as festas juninas também podem ser uma oportunidade para as pessoas dançarem e saírem do sedentarismo. O exercício é fundamental para garantir uma boa qualidade de vida. Não adianta fazer uma alimentação saudável e não fazer exercício físico”, finalizou.

Fonte Tathiana Campolina

{loadposition facebook}

COMPARTILHAR