Festas alternativas conquistam público e crescem na Região dos Lagos

Público está ganhando mais opções de festas | Foto: Divulgação / Comunica Meu Amô
O ramo de festas alternativas está em crescimento na Região dos Lagos do Rio. Novas opções vem surgindo e produtores culturais estão apostando cada vez mais no segmento. Em uma empresa produtora de eventos, este se tornou o principal foco e a quantidade de festas produzidas aumentou 400% em um ano.
“Uma das nossas festas recente foi a ‘Proibido Proibir’, em que a gente abordou a liberdade de expressão. Tentamos sempre falar sobre temas que possam estimular a desconstrução de preconceitos sociais”, diz Sabrina Sá, jornalista e produtora da Comunica Meu Amô.
Para o estudante de publicidade Romulo Alves, eventos deste tipo são oportunidades de expressar a individualidade.
Produtores vêm apostando em festas de conceito alternativo | Foto: Divulgação / Comunica Meu Amô
“Acredito que todos que frequentam também se sentem confortáveis, por isso que as festas têm crescido bastante. Porque é um lugar que acaba dando liberdade pras pessoas serem quem são, sem medo”, conta ele.
Ligado ao conceito de ‘underground’, que pode ser traduzido como ‘embaixo da terra’, as festas alternativas saíram do anonimato e ganham relevância no circuito de eventos da região. Nelas, a prioridade é para DJ’s e artistas locais. Um dos públicos mais focados pelos produtores é o LGBT.
Entre as festas recentes estão Berro, Frida-se, Berro Anarriê, É Proibido Proibir e Rupaulcalypse. O sucesso é tão grande que os produtores da ‘Comunica Meu Amô’ planejam fazer mais 11 festas durante o ano de 2018.
Festas estão recebendo público que busca novidades | Foto: Divulgação / Comunica Meu Amô
COMPARTILHAR