Disque Denúncia oferece R$ 1 mil pelo paradeiro do Dr. Bumbum

Dr. Bumbum e a mãe são procurados pela polícia
O Disque Denúncia (21 – 2253 1177) está oferecendo R$ 1 mil de recompensa para quem fornecer informações que possam levar ao paradeiro do médico Denis César Barros Furtado, conhecido como “Dr. Bumbum”, e sua mãe, Maria de Fátima Barros Furtado.
Eles são os principais investigados pela morte da bancária Lilian Calixto, de 46 anos, que se submeteu a um procedimento estético, no apartamento do médico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, no último sábado (14).
O cartaz de busca foi divulgado nesta quarta-feira (18). Até a tarde desta quarta recebeu 21 informações sobre os suspeitos. Denis César Barros Furtado, de 45 anos e de Maria de Fátima Barros Furtado, de 66 anos, são considerados foragidos da Justiça.
A bancária saiu de Cuiabá, Mato Grosso (MT), onde morava, para fazer o procedimento estético nos glúteos. Lilian foi atendida no apartamento do médico na Barra. Após a intervenção, a vítima começou a passar mal e teve complicações, possivelmente, por causa do procedimento.
Ela foi levada pelo próprio médico para o Hospital Barra D’Or, onde chegou em estado considerado extremamente grave pelos médicos. Mesmo após manobras de recuperação, não foi possível reverter o quadro em que Lilian se encontrava e ela acabou morrendo na madrugada do último domingo (15), por volta de 1h.
Informações a respeito da localização do médico e de sua mãe podem ser fornecidas ao Disque Denúncia pelos através telefones (21) 2253 1177 e 0300 253 1177 (custo de ligação local) ou pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”, disponível para celulares com sistema operacional Android ou IOS. O anonimato é garantido ao denunciante.
COMPARTILHAR