Dia Mundial do Turismo mostra importância da atividade para o desenvolvimento

Dia Mundial do Turismo mostra importância da atividade para o desenvolvimentoPraia do Forte, em Cabo Frio/RJ, é um dos pontos de maior concentração de turistas na Região dos Lagos (PapiPress)

Comemoração no dia 27 de setembro ressalta impactos do turismo na economia local e na difusão de valores culturais e sociais

A atividade turística é normalmente relacionada com lazer e conhecimento. Nada mais justo, afinal, as duas práticas são objetivos centrais de quem recebe um visitante. Entretanto, além disso, o turismo também é um pacote de serviços amplo, que movimenta os destinos e traz à tona seus valores culturais, políticos, econômicos e sociais.

Seja com uma mochila nas costas e um mapa na mão ou com todos os serviços à disposição, o intuito da atividade, e de quem recebe, é sempre promover o bem-estar e a satisfação do visitante. Em contrapartida, movimenta as atividades locais, registra momentos e histórias, gera renda e espalha cultura.

Para instituir um marco da atividade e destacar a sua importância, o dia 27 de setembro é comemorado como o Dia Mundial do Turismo. A escolha foi feita durante uma conferência da Organização Mundial do Turismo (OMT), em 1980. A decisão se deu em homenagem à implantação do Estatuto da entidade, adotado desde 1970, um marco na história do turismo mundial.

O objetivo foi transformar a data em um dia capaz de conscientizar a sociedade da amplitude da atividade e dos impactos, além de observar a importância na resolução dos problemas relacionados à igualdade social.

Dicas

Escolher o destino, planejar o roteiro, pesquisar (muito) e, finalmente, comprar um pacote, produto ou serviço de turismo. Cada vez mais, os brasileiros fazem tudo isso na frente do computador: de acordo com o último Estudo da Demanda Doméstica, 94% dos turistas do País organizam a principal viagem doméstica do ano por conta própria. Nesse percentual, estão incluídas as pessoas que efetivaram compras online.

Para evitar problemas com quebra de contrato, restrições de ofertas, bagagem inadequada e outros imprevistos, o Ministério do Turismo faz uma série de recomendações aos consumidores de turismo no Brasil. O portal Viaje Legal dá acesso a um guia prático para quem quer preparar a viagem e apresenta dicas para a hora do embarque ou mesmo aos que precisam reclamar os seus direitos. O primeiro passo para garantir férias tranquilas é escolher prestadores de serviços cadastrados no Cadastur, do Ministério do Turismo.

Fonte: Mtur 

{slider Leia Também}

Abav 2016 acontece a partir do dia 24 e já movimenta setor turistico

Turistas ganham guia com roteiros para passeios no interior fluminense

{/sliders}

{loadposition facebook}

COMPARTILHAR