Deslizamento no Morro do Telégrafo e ruas alagadas: chuva forte causa transtornos em Cabo Frio

Chuva forte provocou alagamento em diversas ruas
Ocorrências de alagamento e deslizamento de terra foram registradas pela Defesa Civil Municipal de Cabo Frio após a forte chuva que atingiu a cidade na madrugada desta segunda-feira (18). Os pontos de alagamento foram registrados em nove bairros da cidade. Pedras rolaram do Morro do Telégrafo, na cabeceira do lado da Gamboa na Ponte Feliciano Sodré. Ninguém se feriu.
Equipes de assistência social da Prefeitura estiveram no bairro Manoel Corrêa
Segundo a Defesa Civil, foram 80 milímetros de chuva desde a noite de domingo (17). Um dos pontos de alagamento foi o recém construído empreendimento Monte Carlo, financiado pelo programa Minha Casa Minha Vida, no bairro Jardim Esperança. A equipe do Departamento de Proteção Social Básica (Deprosb), da Secretaria de Assistência Social, esteve no local.
Segundo Rosana Miranda, diretora do Deprosb, no início da tarde já não havia pontos alagados e somente uma família solicitou auxílio aos técnicos em relação ao alagamento. Além disso, não havia retorno de esgoto. O Cras Rosa Brandão, localizado dentro do empreendimento, não foi afetado e funciona normalmente.
Limpeza no deslizamento do Morro do Telégrafo
Aulas foram suspensas pela manhã nas seguintes escolas municipais: Agrisa, Américo Vespúcio, Luis Lindenberg, Professora Tânia Maria Gomes de Ávila. Segundo a Secretaria de Educação, entrou água no pátio e, em algumas, na área interna, mas nada foi perdido. Na escola Tânia Ávila a limpeza foi feita pela manhã e as aulas já voltaram no turno da tarde. Nas demais 83 escolas da rede as aulas ocorrem normalmente.
Defesa Civil acompanhou a situação de casas atingidas pela chuva
As ações se concentram nos chamados de emergência, no atendimento às famílias e na manutenção da rede de drenagem das águas pluviais, bem como na desobstrução de bueiros. A operação conta com equipes das Secretarias de Obras e de Assistência Social, Coordenadoria de Serviços Públicos, Comsercaf, Guarda Municipal e Defesa Civil.

A Secretaria de Obras está com equipes espalhadas pela cidade para realizar a manutenção das redes de drenagem, assim como limpeza de bueiros e de caixa ralos. Vale lembrar que a Prefeitura realiza a limpeza regularmente nesses equipamentos e que os alagamentos são fruto da grande quantidade de chuva e não por falta de manutenção.

Ao todo, nove bairros foram atendidos pela Secretaria de Obras, que recebeu 25 ocorrências. Os casos mais graves, já atendidos, ocorreram nos bairros Célula Mater, Braga, Manoel Correia e Gamboa.

Até o momento, foram atendidas solicitações nos seguintes endereços: Rua Canadá, 301; Rua Meira Júnior com 13 de Novembro, próximo ao Bar Costela; Rua José Bonifácio, 68, ao lado da Igreja Católica; Rua Aurora, 235, Rua Aspino Rodrigues, 27, 45,47, no Manoel Correia; Rua Alexandre Orculano, 75, no Célula Mater; Rua Tomas Gonzaga, 15, Rua Antônio Rocha, 35 e34, no Condomínio Parque das Dunas; Rua Noruega, 140, Jardim Caiçara, Avenida Adolfo Beranger Junior, 3356, na Vila do Sol;Rua Copacabana, 36 , no Itajuru; Rua Loteamento Aldeia de Emaus, Rua 03, próximo à Praça do Tangará; Rua Canaã, 1214, na Boca do Mato; Rua José Rodrigues Povoas, 1471, na Gamboa; e deslizamento de pedras no Morro do Telégrafo.

Limpeza foi feita durante a tarde no Morro do Telégrafo
COMPARTILHAR