A importância de beber água

aguadebeber

aguadebeber

Falamos de tantos nutrientes, mas até agora muito pouco comentamos sobre a importância da água no nosso organismo, A água é um dos elementos mais abundantes no planeta Terra, bem como em nosso corpo (cerca de 60% do mesmo é composto por água e no cérebro este percentual se acentua bem mais!), assumindo diversos papéis no mesmo.

Em mulheres, a porcentagem de água é menor em relação aos homens já que elas, inevitavelmente, tendem a distribuir mais gordura pelo corpo.

Assim, a composição corporal – quantidade de gordura e músculos das pessoas – está diretamente relacionada com a quantidade de água. Nos músculos, ela contribui com a 75% do peso, já na gordura, esse valor é de 50%.

Para que tanta água?
A água é veículo de transporte de nutrientes para as células, Participa no controle da temperatura corporal (suamos quando muito quente, por exemplo); Auxilia na eliminação de excessos e toxinas por meio do supor e da urina; Facilita a absorção de outras substâncias – vitaminas hidrossolúveis como a vitamina C e o complexo B, por exemplo;
É componente principal em todos os sistemas que precisam circular de forma fluida, como é o caso dos sistemas digestivo, circulatório, linfático, etc., , ela reduz o atrito das articulações, além de muitas outras funçoes.
A deficiencia de ingestao de agua pode causar muitos problemas como a desidrataçao que em caso severo pode levar a norte, desvitalização do couro cabeludo (e dos cabelos), bem como descamação do mesmo, problemas com concentração, memorização e sono, menor disposição para realizar as atividades diárias, problemas no aproveitamento adequado de vitaminas e sais minerais, principalmente os hidrossolúveis.
É muito difícil retermos tamanha quantidade de líquidos a ponto de nos fazer mal, uma vez que a água é facilmente expelida na urina e na transpiração, Algumas pessoas podem ter problemas com retenção de líquidos. Neste caso, é aconselhável que pratiquem exercícios físicos regularmente bem como evitem a ingestão de refrigerantes e doces em excesso.

A palavra de ordem é HIDRATAÇÃO!
A quantidade de água do organismo deve ser mantida constante. Isso quer dizer que, o que é eliminado através do suor, respiração (sim, o pulmão elimina água), urina e fezes deve ser reposto.
Através do metabolismo (reações onde ocorrem fabricação ou quebra de substâncias), a água é formada. Além desse meio de fornecimento de água, a ingestão de líquidos e de alimentos sao a principais fontes de água para o organismo.
As crianças geralmente possuem mais sede e portanto necessitam de maior quantidade de água por serem mais ativas. Assim como as pessoas de mais edade também devem receber atençao especial principalmente nos días mais quentes.

Beba água, muita água
A quantidade de ingestão de água diária normalmente orientada é de 1,5 litro ou 8 copos. Entretanto, essa não é uma quantidade fixa. Temperatura e exercícios são fatores que fazem variar essa orientação.
Dias quentes e aumento da atividade física são um convite para a desidratação. Com os termômetros acima dos 30 graus, a transpiração aumenta. Então, ingerir água durante todo o dia é fundamental.

abobrinhaAlimentos de dar água na boca
Os alimentos, além de serem fontes de nutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e sais mineras), apresentam, em sua composição, agua e quanto maior a quantidade de água que um alimento contém, menor o seu valor calórico.
Frutas, verduras e legumes são os alimentos que mais apresentam água. No melão, 93% é somente água. A melancia, morango, limão, mamão, carambola são outras frutas que apresentam quantidade de líquido igual ou superior a 90%.
Nas verduras acelga, alface, almeirão, chicória e espinafre a quantidade de água também bate o 90%. Entre os legumes, os campeões em água são abobrinha, berinjela, champignon, pepino e tomate.
Nos dias quentes, as refeições devem ser repletas de verduras, legumes e frutas. Variar os alimentos e escolher os mais coloridos, como cenoura, alface, tomate é um estímulo para matar a fome.
Lembre-se que sentir sede já é um sinal de desidrataçao. A sede é um aviso do nosso organismo que precisamos beber agua ou liquidos para hidratrarnos. Que está esperando?

 

bebesaguaPara o bebê:

Bebês amamentados ao seio desde o nascimento não necessitam de água, chás ou sucos para saciar a sede. O leite materno contém 88% de água.
A água contida no leite materno satisfaz a necessidade de água do bebé e fornece uma margem considerável de segurança.
Apesar de um recém-nascido ingerir pouca água no primeiro leite amarelado e espesso (colostro), não é necessário dar água ao bebé, pois este já nasce com uma quantidade extra de água.
Normalmente, o leite com mais água começa a surgir no terceiro ou quarto dia.
Para os bebês alimentados com fórmulas (ricas em solutos), leite de vaca ou então que já passaram dos seis meses e que estão se alimentando de outros alimentos, a oferta de água é extremamente necessária para hidratá-los.
Dar água a bebés com menos de seis meses pode ter riscos significativos para a saúde porque pode aumenta o risco de desnutrição.
Substituir o leite materno por líquidos com pouco ou nenhum valor nutricional pode ter um impacte negativo no estado nutricional do bebé, na sua sobrevivência, crescimento e desenvolvimento.
O consumo, mesmo de pequenas quantidades de água ou outros líquidos, pode preencher o estômago do bebé e reduzir o seu apetite para o leite materno rico em nutrientes.
Estudos realizados mostram que a suplementação com água antes dos seis meses pode reduzir a ingestão de leite materno até cerca de 11%.

Para crianças maiores:
A quantidade de água perdida a cada 24h deve ser reposta para manter a saúde e a eficiência do organismo. O recomendado é que a crianças beba de 50 a 60mL por cada 1 kg de peso e lactentes 150mL/Kg peso.
Sucos, refrigerantes, chá, café e os alimentos contém água. Mas a pessoa deve dar preferência à água pura.

Danuza Lima
Nutricionista
http://www.nutrirvivir.blogspot.com/ 

{loadposition facebook}

COMPARTILHAR